• Senryu

Rebuild of Evangelion 1.11: You are (not) Alone / Evangelion 1.11: Você (não) está só.

Publicado originalmente em Makai Knights em 16/08/2009

#EVA #Evangelion #anime #filme #Parisfilmes #brasilanimecafe #RebuildofEvangelion111

Este foi um projeto que inicialmente nasceu da vontade do Hideaki Anno de deixar o anime mais simples e fácil de entender (pois segundo ele o sucesso é o merchandising deixou Evangelion difícil de se entender pras pessoas; e sinceramente depois 37 linhas de tempo causadas pelos mais diversos motivos variando desde o EVA 01 resolver encolher e virar um valentão na escola a Gendou fazer a barba num comercial de barbeador e provocar um Shave Impact! Que aliás tudo isso são coisas inclusas no lore de EVA; coisas essas que fazem uma pessoa comum achar que pra entender Evangelion tem que se ter um PhD ou mestrado em Evangelion pra entender a franquia! Aliás antes de voltar ao assunto se ficaram curiosos com o meme já pronto da campanha de Evangelion pra Schick deem uma olhada aqui (mas só avisando que se entrarem nesse "inferno", tem muito mais coisas bizarras com publicidade de EVA de onde essa daí saiu!).


Aliás ainda seguindo linhas de tempo... se quiser fritar um pouco a sua cabeça??? Vou deixar um vídeo de um "PhD" tentando explicar por alto cada uma das trinta e sete linhas de tempo de Evangelion (detalhe que todas as de publicidades estão inclusas aqui!!! Então boa sorte!?).

Ok voltando aos filmes; não foi só pra facilitar aos fãs que esta série de quatro filmes nasceu (ainda não finalizada), segundo Anno ele queria também alterar algumas coisas e fazer outras que a tecnologia e as limitações de orçamento da época não permitiram (e nossa põem limitações nisso; pra quem não sabe o final original da série de TV de Evangelion nasceram de duas coisas: revolta de vários pais com a serie, que levou a emissora demanda-se um fim mais positivo e por terem que mudar tudo do ultimo arco, porque o orçamento da Gainax foi pro espaço por terem que descartar várias animações!? eles literalmente tiveram que improvisar os dois últimos episódios por causa do orçamento estourado; o que aumentou a depressão que Anno sentia na época é o levou a um "segundo ele mesmo" exercício contínuo de desconto de raiva durante o fim do anime e também no filme The End of Evangelion, pois mesmo antes e depois do filme, ele recebeu ameaças de vida e vários xingamentos, o que levaram a ficar uns cinco anos longe da indústria e de isolamento pra se acalmar e "situar").


Então depois de lhes situar sobre os motivos desse projeto é um pouco da zona da franquia Evangelion, vou deixar os meus pontos, pra que vocês saibam o que achei desse filme.


Foi bom

  • A animação melhorou muito (a combinação entre o 3D é o 2D tem um resultado muito bom), ver os Eva em ação é excelente.

  • O roteiro está muito bom (mas pra mim esta é a parte que eles tinham menos o que mexer, pois o filme abrange o equivalente aos episódios de 1 ao 6 da série) é vamos dizer que mesmo abrangendo tão pouco da série, eles conseguem bem te situar na depressão e "mais dentro da mente" do Shinji e na ligação dele com a Rei e a Misato, além de mostrar o quanto o abandono do pai o afeta.

  • A trama tem ação bem ágil, o que acaba deixando o andamento desse filme ainda melhor e fazendo toda a trama se encaixar muito bem.

  • Shinji mesmo nos seus momentos mais baixos, o filme consegue nos deixar mais entendíveis os momentos do Shinji (nos conseguimos ver sua depressão se aprofundando, como ele constrói as suas motivações e em principalmente como a Misato tenta lhe motivar a ser uma pessoa melhor e a lutar).

  • Todo o elenco original em japonês de volta e nos entregando um primor de atuação com muito destaque pro Shinji e a Misato.

  • Aqui temos um misto de elenco novo com parte do que fez a "legendaria" dublagem da Animax é a maior parte do elenco vai muito bem, só não sei se foi produto da direção que as vezes a dubladora da Misato (assim como um ou dois do elenco de extras) variava do bestial ao péssimo..., mas de resto Shinji e Rei são os destaques.

  • A parte musical está muito boa (eu adoro a música tema de Utada Hikaru - Beautiful World).

  • As passagens e os cenários são muito impressionantes!

  • Fantástico também o novo trabalho nos anjos e nas suas habilidades, todas estão absurdamente melhor trabalhadas em animação e movimentação (Sachiel, Shamchel e principalmente Ramiel, impressionam na sua presença em tela, podem ser os mesmos anjos mas o filme sabe diferenciar e deixa-los ainda mais únicos).

  • Várias cenas que causam uma boa nostalgia, por muitas vezes serem cenas similares as da serie ou dos encerramentos.

  • É incrível como certas cenas passam um clima de estranheza e desconcerto é a trilha sonora ou as atuações nos passam bem o momento emocional e conseguem fazer a cena ir além do fan service barato (como a cena do Banho do Shinji ou a cena no quarto da Rei).

  • Sobre a distribuição se entende que fizeram um pacote de luxo e no DVD conseguiram o equilíbrio certo entre preço e qualidade, o que a tornou num opção fácil do consumidor optar.

Foi ruim

  • Tem muita, mas muita pouca diferença pro começo da serie é com isso se tem a sensação de repetição e de estar vendo a mesma coisa que a série só que melhor feita; mesmo a cena da Misato dando os motivos pra todos do Geofront estarem lutando e cientes dos perigos que passam, tem similares (com o Kaiji e Shinji na serie e com Misato e Shinji no filme The End of Evangelion), fica difícil tirar a impressão de repetição desse filme, mesmo sendo bem feito.

  • Algumas vozes extras pareciam iniciantes em teatro atuando, atuações completamente sem vida em alguns momentos que chegavam a incomodar com destaque pra Maya.

  • As versões podem atrapalhar as pessoas comuns, mas é fácil de se saber o que é cada uma graças ao padrão que veio neste filme, por exemplo o 1.0 vem da versão de cinema, este filme teve uma versão 1.01 (que os outros não passaram por isso, mas nesse caso, ela foi feita pra ser exibido na TV e ser reprisado no cinema, nessa versão fizeram 266 correções, muitas delas ligadas a iluminação) e daí veio o que se tornou padrão de home vídeo a versão 1.11 com mais cenas refeitas, além de algumas cenas novas, sendo a versão final do filme (só no resto seguir, por exemplo o filme 2 saiu com 2.0 no título e no home vídeo foi como 2.22, o terceiro saiu como 3.0 no cinema e 3.33 no home vídeo; só o próximo que vai ser "complicado" pois o título é 3.0+1.0, vamos ver o que inventam em home vídeo...).

  • Só tem um filme com iluminação noturna pior que esse filme é o Godzilla (2014), na luta final o 1.11 consegue melhorar absurdamente os efeitos da noite, mas na luta com o Sachiel é deprimente os efeitos de iluminação e não se consegue ver nada; eu entendo que quiseram destacar os efeitos de iluminação do EVA 01, mas igual ao Godzilla se tem que fazer uma configuração especial de gama e a iluminação pra ver as cenas a noite direito!

  • A capa é herança da versão americana é ambas são horríveis de se ler, sendo que a nacional supera a americana em ruindade por causa da impressão fosca das letras verde num fundo preto escuro? Só posso desejar boa sorte quando for ler a capa...

  • Aliás é bizarro se tem algo totalmente dublado e não se tem um segundo sequer informando o elenco nacional, tirando a identificação tradicional no começo, não se tem mais nada e olha que o disco tem o elenco japonês e americano identificados (e olha que nem o áudio americano foi incluído no disco) e não tem o elenco nacional!? Não é incomum isso, mas é bem bizarro...

  • Você tem dois pacotes de luxo nos dois vai levar um filme em HD (um em 900P no DVD e outro em 1080, mas isso antes não fazia diferença e nas TVs de hoje é ainda um quase nada), com os mesmos extras só com somente além da definição a outra diferença é o número de discos, qual você levaria? A que leva tudo por um preço popular ou a três vezes mais cara? Lógico que todo mundo levou a versão de DVD desse filme, pagar mais só por definição melhor (que na época não havia 4K e na versão DVD jogaram a qualidade no talo e jogaram os extras pra outro disco) Quem seria louco? Há sim, o seu Parise que veio reclamar na época do lançamento do porque as pessoas não compraram os Blu-ray (tanto que no lançamento do 2.22, a distribuidora preferiu só lançar em DVD) e veio falar que no Brasil era tolice lançar algo nesse formato; isso foi uma lição que as distribuidoras foram aprendendo, as pessoas até querem Blu-ray! Mas tem que ser pelo preço certo e o "pacote" certo, se oferecer o mesmo pacote nos dois formatos é óbvio que as pessoas vão atrás do mais barato, saiba agregar valor ao BD (com extras, brindes e opções) sem inflacionar o preço e também saiba remover coisas do DVD pra deixa-lo mais barato e mais "seco".

  • A gourmetização do lançamento não foi uma boa ideia, pois o deixou disponível em poucos lotes (que se esgotaram, mas pelo visto demoraram mais que o desejado), tornou num produto raro e não achado, causou insatisfação e além de só se achar em grandes redes de livrarias (Saraiva, a falecida Fnac e Cultura), se acham que isso ajudou ? Só piorou a coisa pois no Brasil o setor de Cinema/TV foi sempre terra de ninguém por um longo tempo até mesmo com Saraiva e Cultura, que só quando entraram numa situação critica resolveram acordar pra por vendedores que atendem em múltiplas seções (pois antes só o cara dos discos atendia os discos, só os dos livros atendia os livros e por aí ia...o detalhe que hoje em dia não é em todas as lojas que fazem isso, algumas ainda vão no esquema que o cliente que se vire pra achar algo...) isso é algo de 2019/2020!!! Imagina em 2010 (que mal venda online se tinha!) alguém chegar pra comprar Evangelion e não tem ninguém pra perguntar...

  • Aliás hoje em dia a disponibilidade dos filmes de rebuild é horrenda, não se tem um disco se quer nas lojas e quem tem vende a preços absurdos (do tipo agradeça a deus se encontrar o disco original do 1.11 em DVD por menos de 35 reais e o BD por menos de 90 e pra piorar aparentemente a Paris Filmes (abandonou o nome vídeo quando decidiram investir mais em cinemas) deixou caducar a licença e com isso impossibilitando novos lançamentos no momento...(com o Netflx adotando os direitos de Evangelion talvez seja questão de tempo até vermos todos os filmes de Rebuild juntos no serviço; mas como não sabemos a situação dos direitos? O jeito e por enquanto esperar).

Conclusões

Apesar de não finalizado é uma boa opção pra quem quer conhecer Evangelion, as coisas se acertam melhor, "exploram" melhor o psicológico do Shinji e tem um começo mais direto ao ponto, a animação mesmo tendo mais de 10 anos ainda impressiona e tem uma dublagem boa.


Ela cumpre bem o papel de ser um novo ponto de começo pra franquia e mesmo com os defeitos eu dou a nota 7, 5; os piores defeitos vem do lançamento nacional e de seguir muito o começo da serie com poucas diferenças; mas querem saber? Pra mim a melhor maneira de "atacar"/conhecer esse puzzle é com estes filmes junto do mangá de Evangelion (que saiu incompleto pela Conrad e foi "completado" pela JBC que aliás depois o relançou o mangá no formato normal só com o subtítulo ESP), ambos explicam as coisas de uma maneira mais direta e simples.


Mas como bem disse Anno em uma entrevista tempos atrás; Evangelion e como um puzzle que as pessoas montam como quiserem e a beleza disso vem de como elas racionalizam as peças e as juntam!


Sobre a disponibilidade, isso aqui vai ser meio que um abacaxi pra descascar..., vamos com o anime pra depois ir pros filmes e depois os mangás, já que cada um tem uma continuidade; começando pelo anime, ele esteve na Locomotion (onde recebeu uma dublagem de Miami), depois esteve no Animax que passou a versão Renew of Evangelion com a serie convertida em HD e com cenas novas (onde recebeu uma nova dublagem com uma parte pequena do elenco antigo e boa parte de gente nova no projeto, aliás muitos desse pessoal dublaram os Rebuilds 1.11 e 2.22), o que nos leva ao "atual" terceiro elenco de Evangelion, nessa versão do Netflix (que em comparação a versão do Animax, além das vozes teve os encerramentos modificados por causa de problemas com os direitos da musica Fly to the Moon), já os filmes Death True² (que resume o anime) e The End of Evangelion estão na Netflix também, mas a serie de filmes Rebuild no momento atual não tem mais representante no país desde que a Paris Filmes após lançar somente em home vídeo os 1.11 e 2.22 e decidir não lançar (ou decidiu não usar a opção de compra) o filme 3.33, e aparentemente deixar a licença caducar (como disse acima pode se ter esperanças, mas o jeito é ou esperar relançar em algum serviço ou encarar os preços pois o 1.11 é bem raro tanto aqui quanto no mundo); já sobre mangá se teve duas "linhas" lançadas aqui uma baseado na serie de TV que teve 20 volumes lançados pela Conrad antes de falir e num ato raro foi completado pela JBC, que por sua vez relançou tudo no formato normal japonês com o "sub nome" ESP é a Conrad antes de falir lançou o Mangá Iron Maiden 2nd que é baseado num jogo de Playstation 2 e todos os seus 12 volumes mais um extra e todos eles saíram no país; no momento os mangas da JBC são bem raros de se encontrar (mas a editora até hoje não esclareceu o seu programa de reimpressão sob encomenda que poderia dar uma ajudada nisso, pois sem ele? Vai muito raro de se encontrar todos os volumes). é os da Conrad são ultra raros e os poucos que vendem, o fazem a preços exorbitantes por causa da raridade.

É interessante como lembram de dar mais "adereços" ao EVA.
Esse filme ainda impressiona até hoje na combinação de paisagem com os efeitos.

Trailer

Links Uteis

Evangelion 1.0 no Wikipedia (em inglês).

Site oficial de Evangelion (em japonês, com links pra todos os filmes e a serie de TV).

Site oficial da versão 1.0 (em japonês)

Evangelion 1.0 no My Anime List

Estúdio Khara (com opções de inglês e japonês)

©2019 por brasilanimecafe. Orgulhosamente criado com Wix.com