• Senryu

HameFura - My Next Life is as a Villainess: All Routes Leads to Doom!


Este é um anime que pode ser difícil de se ver por dois motivos o número um e que ele demanda boa memória (pois tem elementos do fim da trama que estão lá desde do começo, e se você notá-los? Faz com que muita coisa faça sentido no fim) e a segunda e que vá ciente que ele vai demolir sem dó e nem piedade qualquer clichê de Isekais e histórias de romance (aliás o "esporte" favorito dele é pisar e fazer piada com todos os clichês que jogos otome e romances usam, os desbaratando e tornando em piada), se você "comprar" essas duas coisas? Então isso aqui vai ser uma experiência muito boa e agradável; caso contrário vai ser uma decepção garantida (né Chá de Trovão).


Vamos hám pouco do básico. My Next Life as Villainess: All Routes Lead to Doom! (em português serias algo como: Minha Próxima Vida é como Vilã: Todas as Rotas Levam a Perdição!) é baseada numa light novel escrita por Satoru Yamaguchi e desenhada por Nami Hidaka, vem sendo publicada no Japão desde 2014 (e que ainda não foi finalizada), já possui nove volumes publicados e além disso ainda possui um mangá, um anime (que é o assunto deste post) e um spin off em mangá já lançados.


Já indo aos meus pontos de sempre pra destacar se vale a pena, eu posso adiantar que tem outra coisa que pode afastar as pessoas, mas essa é bem rara, das pessoas que leram a light novel e não o mangá, podem estranhar mudanças e "pressa" nos acontecimentos, além da falta de fidelidade e isso pode afasta-los, mas lá nas conclusões eu tenho alguns argumentos.


Foi Bom

  • A série tem um ótimo humor (mas muito depende da primeira vista e da surpresa. Vou lhes contar algo engraçado que houve comigo; ao rever esta serie pra esta análise. Me levou a pensar em algumas coisas e isso meio que tudo demorar um pouco mais...; O efeito de rever isto aqui foi de o meio dela perde muita graça na segunda vista pois muitas piadas perdem o "valor" do choque e da surpresa, mas em compensação a trama ficou perfeitamente clara pra mim!).

  • O conselho de "Bakarinas" é sempre hilário sempre garantindo e gerando boas piadas.

Nunca dependa de um conselho de Bakarinas! Você não sabe as ideias idiotas que saem desse método!!!
  • É incrível que diferente de vários Isekais onde o elemento da "outra" vida ou ida pra outro mundo, decisões e vivência é irrelevante na maioria das vezes; mas aqui é um aspecto central e bem relevante pra saber o que vem da personalidade vem da "menina desgrenhada" e o que vem naturalmente da própria Caterina Claes nesse "conselho" de Bakarinas (não vou dizer qual vem de qual faz parte da "diversão" deduzir isso), mas a vivência dela no jogo, a bondade natural dela e o "desligamento" dela das outras coisas (muito pelas preocupações com as rotas da destruição) são elementos que a tornam "naturalmente estúpida" as coisas ao seu redor.

  • O engraçado que essa "inocência burra" e que torna mais natural a situação dela e que leva ela sem notar que os laços criados e a sua bondade irracional são as coisas que a conduzem pelo cenário em que ela vive agora é entender isso deixa mais natural e "traduz" a graça de certas situações.

  • Só avisando e reforçando essa inocência burra tá lá desde do começo não espere coisas inteligentes ou artimanhas elaboradas da Catarina.

  • Você já vai notar isso já no fim do episódio em um certo momento... ao um certo abrir de portas pra consolar o irmão.

  • Aqui tem uma lição excelente de faça o bem aos outros e não espere isso retornar a você! Pois o bem irá retornar a você no momento em que se menos se espera.

  • Se perguntarem onde está a odiável vilã? Notem que ela mesma usa esta parte da sua personalidade quando lhe convém é rende alguns momentos divertidos.

  • Aliás um dos momentos mais divertidos é quando criança a Catarina contando os podres do Geordo ao Alan.

  • Os três primeiros episódios são bem sólidos e tem alguns dos melhores momentos da serie.

  • O encerramento Bad End é excelente na canção e em te "fixar" de que pessoas tem várias faces e notar essas faces pode ser fácil ou difícil.

  • Não vou dizer que há ausência romance aqui, mas você tem que ver ciente que aqui a função da história não é florescer romances, mas em mostrar o quanto nós somos as vezes bobos, cegos e ridículos quando nos apaixonados; aliás nisso ele é bem inclusivo nos amores mostrados (vou deixar isso ao seu cargo achar, mas a serie sabe bem mostrar amor de irmão, amor de amigo, amor bi, amor homossexual e o "amor mais simples e puro"...).

  • Eu amo o episódio 11 em como ele quebra os Isekais. Como vou explicar isso, geralmente temos dois tipos de "preso em outro mundo": o com saudades de casa, onde se para em outro mundo e por melhor ou mais "fantástico" que seja esse mundo se luta pra sair dele (Caverna do Dragão e Sword Art Online são bons exemplos), ou o outro é onde se renasce/não se tem como sair do outro mundo, você tem memórias de outra vida, que lhe dão vantagem nessa nova jornada, mas não se tem como sair disso. Explicado isso este episódio despedaça esse conceito e te dá o valor das duas pontas tanto da vida anterior quanto ao que se é agora! Este episódio é um anti escapismo (o que é o normal dos isekais, uma fuga da realidade), pois ele é uma aceitação de ambas as vidas tiveram seu valor e que você tem que voltar a realidade; é eu adoro o que ela faz e como faz.

Foi mediano

  • Tem piadas que dependem da surpresa, mas esta serie tem um bom repertório de piadas é por isso, estas piadas que envolvem "surpresa" não acabam sendo vitais pra que goste da série, e ficam como uma reclamação menor e como uma não recomendação de se ver várias vezes, este é o tipo de comédia que te pega na primeira chance.

  • O episódio sete pode parecer bobo e vazio, mas tem elementos importantes(que aliás estão desde do começo) a trama, então dica prestem atenção.

  • A solução na conversa com o vilão eu adorei e amei. Em tempos modernos em que montam vilões as vezes tão complexos e próximos dos heróis, nós temos hoje em dia uma estranha falta de dialogo e isso ocorre até mesmo em casos que se sabe as motivações do vilão. Ter esse dialogo é bom, interessante e diferente, fica ainda melhor terminando num convencimento; o problema é como montaram o histórico desse vilão que é outro assunto e puxa essa resolução um pouco pra baixo pela "facilidade" aumentada por um certo fator.

Foi ruim

  • Os episódios 4 e 5 jogam uma carga imensa de informações e quase sem aliviar e indo direto contando a história pra te situar o mais rápido possível sobre a academia e sobre a Maria. E tudo isso fica tão pesado e lento que tornam essa parte chata e parece que os episódios não terminam nunca, tem algumas boas piadas nesse meio, mas esses episódios descem bem pesados.

  • O episódio nove é o típico episódio como diria "estilo Nolan"; ele vai te mostrar tudo o que você já sabe de novo e de modo visual (só pra confirmar e não deixar duvidas) e também narrado pra que você "saiba" e conheça todo o elenco; num típico resumão de trama desnecessário, o lado bom e que o fazem via a Anne que é uma personagem pouco apresentada e com isso conhecemos mais sobre ela, mas no fim do dia eu sinto que podíamos viver sem isso e a história da Anne não compensa isso.

  • O arco final tem três coisas complicadas o seu fim, o vilão e a resolução do confronto. Iniciemos pelo fim, eles fazem um fim que é ao mesmo tempo bem fechado (entre aspas evita o arco do harém reverso, o que aqui seria "re-reverso" pois estamos sacaneando um otome... ou seja a heroína indo "atrás" das garotas...), mas ao mesmo tempo deixar na duvida se continua ou não deixa sérias duvidas tanto pra continuação quanto a esse final (será mesmo que a Catarina acabou com as "flags", será que ao invés do harém reverso, os acontecimentos levem a outro caminho? Como a Catarina vai levar a vida agora? A falta de "firmeza" e certeza deixa um gosto amargo nesse fim).

  • Hora de tratar do vilão, não vou citar o nome pra não estragar a surpresa, mas os indícios dele estar lá? Estavam desde do começo, e eu posso lhes garantir isso, nada que um pouco mais de observação te faça notar de imediato (vou dar dicas! Observe as fofocas da escola e detalhes na masmorra, com isso se nota detalhes importantes se observar bem, detalhes que vão ser aprofundados com o tempo); o vilão agir por inveja e raiva? É natural do tipo de magia que ele usa e isso é muito bem justificado; sinceramente as motivações que ele já tem naturalmente já são boas o suficiente, o problema e que eles criam motivações extras! E nestes extras é que atrapalham, aliás sobre isso...

  • Eles criam um segundo vilão pra justificar os atos mais "vis" do vilão principal e dar um ar essam pessoa não fez por querer os seus atos, mas só o fez por ter sido convencido por essa outra pessoa, o que diminui os atos dele é diminui o impacto do "confronto final". Tudo fica como se o vilão "não é culpado" é sim o "segundo" que é o "real" culpado e essa "limpada" na ficha do sujeito e que deixa tudo mais fraco e vazio nos atos dele.

Conclusão


Nossa se for contar como se as "Bakarinas" reunissem só uma vez por dia (e não as varias vezes por dia) e contando a partir da ultima exibida no anime (reunião n° 19.800) daria o impressionante número que se reuniram ao equivalente há 54 anos!!! (19800/365 = 53,698 pra que isso serve essa conta? Sou administrador e as vezes gosto de fazer contas bobas... aliás se elas realmente se reunissem uma vez por dia em todos os 16 anos da Catarina daria... 365X16= 5840; será que isso dá um bom problema de Vestibular!?).


Depois da cultura inútil, vamos a conclusão! Com os alertas acima se for procurar algo fora da curva e "novo" este anime pode lhe agradar e em muito e pode ser uma grande diversão! Eu mesmo dou a nota 7,5, se deseja algo diferente e do comum, isto pode ser algo que lhe agrade e em muito. Mas se divirta consciente que é algo diferente, e assim eu acho que tem grandes probabilidades de lhe divertir e de lhe trazer risos.


Eu tenho em mente que isso pode ser decepcionante pra quem quer mais uma comédia romântica mais tradicional, esta serie não é "usual" e tem um jeito bem anti convencional e "demolidor" de fazer as "coisas"; pode por isso causar rejeição e decepção!? Sim é natural ocorrer, além de compreensível; todos nós temos nossos gostos. Mas se tem algo que aprendi com o tempo e que ao falar (ou indicar) aos outros. Se tem que ter a mente mais aberta, como já falei até pra algumas coisas de notas baixa. Eu indicar ou não indicar não é uma "ordem". Minha intenção e que você com as coisas apresentadas aqui se defina se vale a pena! Eu faço a minha parte via informação é com minha opinião. E com isso espero que esteja sendo de alguma ajuda pra lhe ajudar a decidir. E não me importo de por coisas menos populares, de você discordar de mim ou "polemicas"; o que me importa é ajudar.


Lembrando sobre disponibilidade que teve segunda temporada anunciada pela silver link; mas isso foi antes da crise se aprofundar e foi feito antes do fim da serie; de lá pra cá não se tem noticias desde de Agosto de 2020; então pode tanto vir em algum dia de 2021 ou pode ocorrer pela crise de não acontecer.

Disponível na Crunchyroll (legendado em português)

Vejam a minha face de vilã edge!
Aqui jaz Caterina Claes - Bad Ending - Não deu certo tente de novo...

Trailer

Links Uteis

My Next Life is as a Villainess no Wikipédia (em inglês e com guia de episódios)

My Next Life is as a Villainess no My Anime List (em inglês)

Site oficial da "Bakarina" (em Japonês)

Posts recentes

Ver tudo

©2019 por brasilanimecafe. Orgulhosamente criado com Wix.com