Fate/Stay Night - Unlimited Blade Works (2010)
  • Senryu

Fate/Stay Night - Unlimited Blade Works (2010)

Originalmente publicado em 10/10/11

#Fate #FateStayNight #StudioDeen #Anime #filme #TypeMoon #brasilanimecafe #FateUBW2010

A série de TV já teve produção conturbada muito devido à erros que já vinham de antes; quando o Deen produziu Tsukihime (que teve passagem relâmpago pelo Animax do Brasil) o autor Kinoko Nasu é o caracter design da Type Moon Takashi Takeushi só se limitaram a acompanhar os story boards é aprova-los, o resultado disso? O resultado foi muito descontentamento e resolveram que em Fate Stay Night eles acompanhariam pessoalmente o dia a dia da série, o que resultou em diversas brigas principalmente entre a produção com o Nasu, ao ponto de várias vezes pensarem em expulsar o Nasu do projeto, mas nunca fizeram pois sabiam que se o fizessem a série é os projetos seriam todos cancelados.


Quando a diretoria do Deen se reuniu pra discutir os rumos deste filme que vou analisar, eles já começaram com uma duração que o Deen tinha como alvo que era cento e sete minutos, o diretor (que foi o mesmo diretor geral da série) Yuji Yamaguchi achou isso muito curto (pois a ideia original da série era seguir os elementos das rotas Unlimited Blade Works e Fate, pois tinham elementos fortes de shonen manga e na série foram vinte e quatro episódios e quatrocentos e oitenta minutos que pra ele já tinham sido encurtados demais).


Nasu e Takeushi (que nesse projeto voltaram a só aprovar story boards e ficaram de consultores) sugeriram uma abordagem que fugisse do foco nas batalhas e fosse mais calmo.


Após varias reuniões o time do Deen resolveu apostar num filme que misturasse o clima de dia a dia com as batalhas e fosse mais adulto, só que várias coisas foram mudando durante a produção como focarem mais no Emiya, melhorarem os efeitos de batalha e que as lutas fossem mais estilosas como nos Tokusatsu.


Aliás algo que surpreendeu os próprios atores foi a rapidez pra gravar as falas do filme (foram só quatro dias) e também o quanto elas ficaram curtas quando o filme foi lançado (sendo que o elenco dublou páginas e páginas de roteiro), o diretor de vozes cogitou jogar tudo fora e recomeçar tudo do zero, mas o diretor geral ao ouvir as gravações, achou tudo ótimo e resolveu ir com o material que tinha! (pois esse mesmo elenco num espaço de três anos, já tinham gravado vários materiais como: dramas em cd, comerciais e outras coisas relacionadas a Fate e pra ele os atores já estavam "entendidos" do papel já de saída e por isso foi tão curto o processo e com poucos erros)


No fim da produção e com o orçamento quase esgotado, resolveram fazer o pente fino e caprichar nos efeitos especiais, nos efeitos de luz e nas posições de cena pra entregarem um bom filme.


Nos meus comentários e pontos vocês vão ver que certas coisas acertaram e em outras não.

Foi bom

  • Ao se dedicar à só uma rota do jogo, o roteiro ficou menos confuso, simplesmente pelo fato de não se dedicar à uma montanha de personagens.

  • Excelente qualidade de animação; aqui se nota uma diferença de cuidado entre o filme é a série de TV é fica gritante o salto de qualidade de um pro outro.

  • Para quem gosta de ação o filme é um prato cheio.

  • No pouco tempo de tela a Rin se destaca bem nesse filme.

  • O Emiya Shirou está bem melhor construído aqui, a virada dele acontece de um modo mais eficiente e ele deixa de ser apenas o cara que ficava passivo aos acontecimentos pra alguém que reage ao que acontece.

  • Archer rouba o filme, o poe no bolso e o domina facilmente (afinal a rota tem enfoque nele..., mas as cenas de ação e a atuação do dublador dele, colaboram ainda mais nisso!).


Foi mediano

  • De uma certa forma quem viu a série de TV, fica com um gosto de resumão com fatos alternativos (o começo vai ser quase o mesmo só mudando uma coisinha aqui ou ali).

  • A dublagem no geral é boa como a série mas deixo o aviso que o dublador do Emiya não é tão bom quanto o do Archer (que é um caso muito raro de um dublador não fazendo japlish e fazendo um inglês perfeito); então se prepare para ouvir algumas coisas que doem no ouvido de quem sabe falar inglês.

Foi ruim

  • Para quem gostou da série de TV pela história que é contada!? Então pode se esquecer disso aqui! Tudo é bem simplificado pra que só sinta o dia a dia do Emiya ser rompido e daí é uma sequência de ação atrás da outra com explicações muito rápidas.

  • Isso é mais uma reclamação pra quem conhece as novelas é o game original, nessa rota tem um momento em que Rin e Emiya se unem magicamente, nas novelas se tem uma explicação rápida e simples de como fazem isso através de "relações", mas pra não correrem o risco de levarem uma censura alta? Eles resolvem aqui...fazer uma explicação complexa, com a mesma consequência implícita e durante a explicação se tem golfinhos saltitantes e muita computação gráfica sem sentido lógico!? Sério mesmo!? Que esse é o seu filme adulto...(bom nesse quesito a saída pela "tangente" da Ufotable quando adaptou esse arco foi bem melhor...

  • Ainda falando de roteiro, vou esclarecer que não é a sétima maravilha do mundo, funciona bem como filme de ação, mas tem certas coisas como um certo roubo de selo de comando que para quem viu a série acaba soando como um absurdo.

  • Para quem viu a série de TV o primeiro terço de filme vai soar à "comida requentada", com temperos diferentes pra dizer que não é o mesmo prato.

  • A ultima reclamação é meio um problema que a série que o Ufotable fez em 2014/2016 criou, ao comparar este filme com a série do Ufotable que tem no Netflix? Além da vantagem do Ufotable ser imensa! (qualquer dia eu comento esta série) Ela faz esse filme parecer velho e desnecessário.


Conclusão


Fate é algo que te prende por vários fatores: o fator drama humano (que na parte das rotas do Stay Night é mais romance, que outros spin offs não conseguem encaixar bem, nê Last Encore!), o mundo bem criado (e bem rico em explicações e motivações), ação bem "estilosa" e os conflitos filosóficos (que são bem fundamentados principalmente em cada herói), as várias adaptações de Fate tentam equilibrar ou se focar num desses elementos é nesse filme se foca na ação.


Se é um bom ponto pra se iniciar em Fate? Até pode ser, pois é bem rápido e tem boa ação e dou a ele a nota 7, a ação é boa, o mundo é explicado de um modo bem básico, pode ser algo que pode te chamar à atenção pro mundo de Fate, mas de longe tem coisas melhores como Fate/Zero que pra mim é o melhor ponto de partida pra conhecer a franquia Fate, a série do Ufotable adaptando a rota Unlimited Blade Works explica muito mais do mundo de Fate/Stay Night e sobre os servos, com animação, direção e roteiro melhores (só faltando a Sakura, mas isso não era o foco deles; aliás tem a rota que foca nela sendo adaptada em filmes com os três filmes de Heaven Feel).


Pelo dito acima é um filme em que talvez não o termo envelheceu mal se encaixe, mas o termo alguém fez isso melhor! Se encaixa como uma luva nesse caso, não é a adaptação dos sonhos (apesar de corrigir vários erros "técnicos" da série de TV, ela ainda sofre de como vou dizer? Abraçar mais do que é capaz e com isso se atrapalhar bastante), faz algo bem legal pela rota e bem voltado pra ação, mas existe algo melhor; se tiver muito na duvida se vale investir o seu tempo vendo produções da franquia Fate? Pode ser uma boa maneira de tirar essa duvida rápido, pois se não gostar de nada, vai ser difícil gostar de outras séries, mas se gostar e sentir que faltou algo!? Então é hora de procurar outras séries da franquia (me repetindo recomendo Fate Zero, depois o Fate Unlimited Blade Works versão série de TV e depois é mais um escolha a sua medicina pois as coisas ficam um pouco mais complicadas...).

Disponível em home vídeo internacional (mas tem um bom tempo que não tem nova tiragem, então o preço de um disco novo tá na crescente).

Certas coisas nunca mudam...
E outras mudam bastante

Trailer

Link Úteis

Wikipédia do filme Fate/Stay Night Unlimited Blade Works (em inglês)

Site oficial do filme Fate/Stay Night Unlimited Blade Works (em japonês)

Site oficial da Type-Moon (em japonês e relembrando que muitos dos jogos de fate são para maiores de 18 anos).

0 visualização

©2019 por brasilanimecafe. Orgulhosamente criado com Wix.com