• Senryu

Dota - Dragon´s Blood

Atualizado: Jul 10


Vamos começar com as "desculpas e comunicados de sempre", o projeto do conteúdo das plataformas segue e o da Crunchyroll sai algum dia, mas já está devidamente revisado e agora falta "bem pouco" pra finaliza-lo. As análises vou ter que ser sincero e vai demorar um pouquinho pra por em dia por causa de problemas do dia a dia, imposto de renda e fatores do meu serviço.


Mas fiquem de olho no Twitter e no Instagram que devo anunciar uma surpresa neles lá pra o ultimo sábado de Abril e experimentar algo que queria fazer à muito tempo e meu PC não colaborava, mas do nada agora resolveu colaborar; então vamos testar uma coisa.


O que nos leva ao que estamos analisando hoje, neste fim do especial Netflix, que vai ser a serie Dota - Dragon´s Blood e sinceramente sobre a produção pouco se sabia a não ser alguns diários de produção que podem ver no Netflix Anime no Youtube (se quiserem um conselho vejam Meet The Heroes e The World of Dota são os mais interessantes pra alguém como eu que não sou fã e não sei nada de DOTA), não sabemos quase nada sobre a produção dessa serie a não ser...essa linha de tempo: foi anunciada pela Valve há quatro anos (sem dizer o formato), quatro anos depois o Netflix a anuncia como uma serie exclusiva e somente um mês antes da estreia (e se via a receita certa pro fracasso pra não fãs com pouco tempo pra se anunciar, quase imagem nenhuma e nem conhecimento da trama).


A serie estreia. E não é que ela é boa! Então vai o Senryu tradutor de besteirol administrativo, após estudar o que diabos houve aqui completar as lacunas do meu jeito de sempre pra "explicar"... Com chutes bem certeiros e lógicos o que houve? Qual a intenção da serie? Então leve esta parte aqui como boato. Pesquisando notei que no mercado de MOBA, Dota foi o game que lançou e popularizou toda uma linha de gameplay nascida de um mod de um dos games deles (Warcraft III: The Frozen Throne), mas que ironicamente eles nunca conseguiram capitalizar muito por causa do Legue of Legends (ou mais conhecido como LOL, que ficou mais famoso e popular muito pela facilidade de se jogar, histórias de mundo/lore mais conhecidos e divulgado pela própria empresa com ênfase nos campeões). Daí a Valve tentou modificar o game e imitar o mesmo tipo de Marketing mas tomando cuidado a cada novo campeão lançado (o que leva a um dos maus do game, enquanto LOL tem uns 4 a 6 campeões lançados por ano, Dota, mal tem um por todo o ano, muito devido ao cuidado com o balanço; que sendo sincero LOL tem também um bom balanceamento, porém tem uma equipe maior de desenvolvimento acertando os erros, fazendo os "re-balanços " e no fim entrega na mesa mais rápido) e imitar isso não deu certo, mas ainda investem pesado no e-sport e em premiação de torneios; e vamos dizer que isso não o fez bem popular (mas ao menos o fez "sobreviver" no mercado pela "visibilidade" via torneios de e-sports).


A "única" opção que "sobrou" foi investir nas histórias dentro do game. E nisso o fazem num cenário no qual LOL leva uma grande vantagem, pois cada campeão tem suas histórias e o mundo tem uma grande história coesa desde do começo. Mas e Dota!? Apesar de ter HQ´s, pequenos filmes animados pra a maioria dos campeões como o LOL, a história de mundo é uma bagunça, alguns campeões tem seu conhecimento limitado a três linhas copiadas e coladas de outros games e seus campeões são tão variados passando por World of Warcraft a Thundercats (que foram limados por questões de direitos autorais, mas os fãs...deram um "jeito") que eles precisavam de algo que fosse um convite a velhos fãs e que fosse "curioso" o bastante pra atrair novos fãs, sem eles terem que rebotar tudo num novo game? É acho que uma animação é mais barata é um meio durador e mais interessante de se fazer isso. É meio que as pessoas tem que ficar cientes. Do alvo da Valve nesta serie não é te apresentar os campeões, o alvo dela é te seduzir pra esse mundo, te prender pelas histórias que o "mundo" tem a te contar e por ultimo apresentamos campeões e através disso te "prender" ao game.


Mas irei lhe "explicar" nos meus pontos como esse projeto tão insólito (pois algo desse tipo é normal ao lançar um game, ou uma expansão, mas nessa serie? Tá aqui pra expandir a base e trazer alguns velhos fãs do game de volta, game esse que não está lançando nada no momento, mas isso é chute meu, pois oficialmente nunca explanaram o objetivo do projeto, mas com um aumento de 117% da base de jogadores no steam após o lançamento? Acho que meio que confirma o objetivo).


Foi bom

  • A abertura é fabulosa, o uso do 3D, o fundo musical fazendo crescer as cenas. As vezes eu falo que abertura é meio que uma ciência perdida hoje em dia, mas essa é uma das melhores do ano por três fatores o imenso impacto visual, a canção sem letra que a acompanha e o resultado final de tudo junto que é fabuloso e nos dá um pouco dos "três" (Danvion, O Sábio e Mirana) que movem a trama.

  • As cenas de ação são na sua maior parte um espetáculo visual impressionante! Fluídas, com acontecimentos fácies de acompanhar (o que mostra que se teve muito uso strory board pra orientar a animação), bem rápidas e algumas vezes a alteração do 2D pro 3D (e vice e versa) ajudava a dar aquela "pancada" pra dar os climas de pavor, tensão e terror necessários em cada cena.

  • O Shiro 2.0, ops Davion em japonês e em português é um show a parte, alguém que se dedicou a vida a caçar dragões, se vê unido a um e começa a ver as verdades e mentiras da sua filosofia de só exterminar monstros tem.

  • Aliás Mirana e Marci são outros destaques, como a princesa que começa a notar que o mundo está de certo modo desabando e não sabe o que fazer junto da Marci com sua força e certeza inabaláveis de sempre ajudar, mesmo sendo muda ela é muito mais expressiva e decidida que muitos personagens que falam é nossa como a animação me fez me apaixonar pela personagem é a minha favorita da serie.

  • O Sábio é um dos personagens de Dota 2.0 e se chamam três linhas de texto como conhecimento de personagem!? Vocês devem ter um problema? OK eu sei de algumas pessoas que odiaram o que fizeram com ele aqui, mas eu gosto de como fecharam as "lacunas", o que o tornam ele alguém meio "cinzento", ele tem um objetivo bem claro, mas ao mesmo tempo quer com seu conhecimento alinhar as peças do mundo pra o que ele vai fazer e pras consequências disso (só não sabemos exatamente a intenção total).

  • Aliás mesmo sendo feito por uma equipe bem americana de roteiristas liderada pelo roteirista chefe de X-men Primeira Classe e As Crônicas de Sarah Connor e outra equipe bem coreana com diretor e animadores da Mir, eles souberam se coordenar e se nota na serie toda uma combinação boa de direção e roteiro.

  • Uma temporada e já construíram uma "turma" tão agradável e bonita de se ver na tela com Davion, Mirana e Marci, algumas séries demoram um longo tempo, outras nem conseguem, mas aqui eles já conseguem em só oito episódios.

  • Não tem medo de trazer alguns momentos bem assustadores e gore pra mostrar que seus personagens tem fraquezas, defeitos ou as vezes pra dar um momento bad ass a alguém nê Marci...

Foi ruim

  • Pra uma animação com grandes momentos e lutas bem memoráveis!? A quantidade pouca de episódios não ajuda a esquecer as poucas cenas com soldados em CG genérico e sem rosto se batendo ou os "manequins" genéricos pendurados na arvore que só trocaram a armadura...

  • A Frmyrm é um personagem que começa bem, mas tem duas coisas que me dão raiva nela na série, uma o Sábio praticamente revela o seu plano (na verdade ele insinua o plano, mas com uma montanha de indiretas), além de o que pretende e por quem ele tá fazendo o que tá fazendo e fala que a Frmyrm tem um "segredo" bem claro do poder dela (que se falarem mais a frente que ela é a reencarnação de uma certa deusa eu não estranharia...) e com tudo isso bem "revelado" a ela? Ela se comporta como se não soubesse de nada, desconfia de todos e se as coisas não vão como ela quer? Ela só foge. É o arco da desconfiança da Mirana com a Frmymr foi algo bem patético, pois de um lado tivemos um acesso de ciúmes da Mirana e do outro uma reação bem infantil da Frmyrm que não acrescentaram nada a continuidade da série.

  • Olha a trama tem elementos complexos propositadamente não explicados, por causa de elementos e personagens que devem entrar no futuro, mas o plano do Terror Blade parece bem reto e direto como uma flecha (ele quer as almas dos oito dragões pra reescrever a realidade). Daí vem a pergunta? Precisa complicar isso jogando dentro de uns 4 sub plots partes dessa trama pra chegar numa explicação??? Talvez eu queime a minha língua e vou ser um dos poucos a admitir isso, se esse não for o plano de verdade do Terror Blade; mas a impressão da temporada é algo simples tacado de um modo complicado...

Conclusão


Olhem nessa não conheço quase nada de DOTA, mas o que mais ouço de pessoas que conhecem o Lore/histórias e que... não procure conhecer o Lore de Dota pois ele é confuso e tem coisas confusas do 1 pro 2, daí surge uma serie pra "organizar" e dar tons mais de cinza a história.


Eu só posso gostar e ao menos claramente nessa temporada foi um foco no mundo e em apresentar as lendas e histórias pelos olhos de Mirana, Davion e o Sábio; tudo pra trazer novos fãs e dar um sorriso em velhos (só eu acho estranho alguns deles virem reclamar que esses não são meus personagens; numa história que é quase uma página em branco quanto aos campeões???) As vezes fãs pra completar histórias mal contadas sai pegando pedaços de outras mídias que nem sempre tem essa função pensada e cobrem os buracos de vários escritores, mas as vezes isso só é escritores ruins agindo (cof, cof, Digimon tri to falando de você).


Aqui não vou dizer que é uma perfeição, mas aproveita muito bem o seu tempo e liga cada tempo da sua narrativa quase com perfeição. E uma história que recompensa a sua atenção em pequenos detalhes.


Tem seus probleminhas como algumas cenas de ação, em talvez complicar certos detalhes simples e Frmyrm, mas foi uma temporada que o próprio ultimo episódio denuncia no título, as peças foram lançadas no tabuleiro, agora como os jogadores vão reagir e move-las?


A minha nota pra ela é 8, uma serie com lindos visais, um texto que funciona tão bem mesmo sem palavras! É uma serie que só posso dizer que parece respeitar os mitos de DOTA. Eu só não dou nota maior pois apesar do bom potencial a frente. Ele depende em parte de um personagem que odiei na primeira parte (Frmyrm), além da serie complicar coisas simples e o CG algumas vezes foi divino, mas em outros momentos da serie foram no mínimo amadores...

Disponibilidade Netflix com opções de legenda e dublagem em português

Você não vai querer ver ela de mal humor!
Segredos e revelações que podem estar mais próximos do que imaginam!

Trailer

Links Uteis

Dota site oficial

Dota 2 Wikipédia do jogo

Dota Dragon´s Blood página oficial Netflix

Dota: Dragon´s Blood IMDB

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo