• Senryu

Angel Beats!

Publicado originalmente em 08/05/2011

#PAWorks #AngelBeats #anime #aniplex #Netflix #Crunchyroll #brasilanimecafe #SentaiFilmworks #Hidive

Este projeto nasceu da Hinori Toba de poder trabalhar com Jun Maeda e Na-Ga, ele era fã das histórias da Key que o faziam rir e chorar (e acreditem esta serie segue mais este ritmo que é bem "Maeda de ser") e por isso queria os dois pra fazer uma serie, mas Maeda queria fazer algo mais diferente como foi em Little Busters! Só que ao escolher o tema (que fica bem claro no episódio dois, mas não vou falar, pois a surpresa e a virada no começo e parte do charme dessa série, apesar da sinopse do Netflix estragar isso), ele se viu meio preso e decidiu voltar mais ao estilo de sempre e tratar sobre vida, da sua delicadeza e preciosidade, e fazer isso com um grupo rebelde e nada apegado a vida foi uma decisão genial!


Nessa série Maeda se dedicou bem ao roteiro e as musicas (chegando ao ponto de escrever vinte músicas pras "Gidemo"), mas o engraçado que pro design de personagens ele confiou muito em Na-Ga e só passou coisas "simples" como faça as "Gidemo" como uma banda só de garotas, faça o TK como um cara que só fala em Puzzles, ele só exigiu mais coisas no Otonashe, na Anjo e na Yuri (inclusive nela exigiu que tivesse um arco de cabelo na personagem, porque estava adorando Persona 4 e queria a personagem mais parecida com a Yukiko Amagi).


Eles trabalharam nos conceitos da serie por dois anos e quando foram entregar pra um estúdio de animação (nesse caso a PA Works); Toba ficou com medo de que treze episódios não seriam o suficiente pra mostrar todo o material e que o show fracassaria, mas Maeda disse que poderiam acertar isso com alguns one-shots ou um mangá (coisa que foram um pouco além disso com quatro mangás, dois shows de rádio e um game de novelas visual pra Windows) é o convenceu que tudo estava perfeito; a serie foi um "sucesso moderado", muito devido pelo seu humor e musica (é uma das mais lembradas da década, mas mesmo no meio de fãs de anime mais jovens, ela não é muito lembrada e fora do "fandom" menos ainda..., apesar da critica sempre lembrar positivamente dessa serie).


Quando uma serie é excelente, não se sobra muito do que "listar", mas vou indicar nos pontos de sempre o que pode lhe atrair e o que pode lhe afastar.


Foi bom

  • Tem sete episódios do mais puro humor louco japonês, quer relaxar desligar a mente um pouco e se divertir? Esta série é diversão na certa (a série tem no total treze episódios e é bem curta).

  • O elenco é excelente conseguem ir do humor ao drama facilmente! É a direção ajuda muito!

  • Pra uma comédia até é bem produzido! Visualmente falando.

  • A série tem uma bela trilha sonora, que vale a pena de ser ouvida e foi composta pelo próprio Jun Maeda.

  • Aliás sobre o humor, ela vai bem fundo no humor negro, mas nada muito "absurdo" é mais no estilo Looney Toons dos anos 30 e 40...

  • É uma serie pra se contemplar e pensar sobre a vida (literalmente!).

  • Você pode achar numa primeira olhada que é mais uma série escolar..., com os mesmos tipos, mas acredite a grande maioria deles funciona bem e geram boas piadas.

  • Os protagonistas são bem "diferentes" do comum desse tipo de gênero (tirando o Otonashi).

  • Souberam bem da metade pro final em usar bem o drama para aprofundar os personagens.

  • Pra quem não gostou do final? Tem dois OVAs, os quais um servem como finais alternativos (na versão de Home vídeo o final dos OVA´s estão como fins alternativos dos episódios dez e doze); tem também um OVA bem curto de uns 3 minutos, que serve mais como um complemento ao final da série.

Foi ruim

  • Apostar mais no drama e focar somente neles nos dois últimos episódios foi como dar um tiro no pé (para mim a série ia muito bem usando o drama para aprofundar os personagens e abusando do humor pra equilibrar as coisas, principalmente no humor negro; mas a aposta no drama para encerrar a série foi como um freio e para mim deixou os episódios finais com cara de fim de novela ruim...).

  • Não sei se conta como desvantagem, mas ela é bem curta e os treze episódios e vão passar tão rápido que vai sentir que algo vai estar faltando (a compensação e que se tem mangás e um game em estilo de novela visual que recontam com mais detalhes a história toda).

  • Alguns personagens só são detalhados no mangá, aliás o mangá só nasceu por que Jun Maeda ao fim do projeto, achou que precisava contar melhor as histórias de alguns personagens que teve que ignorar na serie e as contou no mangá, além das origens da "brigada".

Conclusão

Dou a ela a nota 8,5; Angel Beats é uma serie que aposta em três fatores: musica pra ampliar o impacto do drama, tem muito humor pra equilibrar a formula e tudo isso numa série que contempla todos os lados de viver (do bom ao mal), é no fim resulta numa serie muito divertida e contemplativa.


Acho ela uma grande pedida, mas a serie por sua natureza nos faz encarar literalmente o céu e o inferno; então por isso é bom vê-la num momento calmo que lhe garanto que você vai curtir muito mais; por ela justamente mostrar o melhor e o pior da vida, ela nos faz contemplar, pensar e até rir de nós mesmos e de o quanto as vezes valorizamos coisas bobas, mas ao mesmo tempo são essas coisa bobas que nos fazem encarar o fato de estarmos vivos e as vezes temos que parar um pouco a correria, contemplar a vida e rever conceitos e decisões, nisso essa serie é uma grande lição de vida, vinda da maneira e do meio mais inesperado.


Da serie não sei como? Esta serie ganhou classificação indicativa de quatorze anos, mas tem um nível de violência alto (mais usado pra humor negro...), além de tratar de temas pesados, bem pesados! Por isso como disse acima que é bom ver quando você tiver num clima bem calmo, pois apesar de ser uma serie que aposta no "trágico humor" é ao mesmo tempo uma série bem reflexiva, seria bom se for menor ver com os pais ou com algum adulto este é um ótimo programa, com uma excelente mistura de drama e humor, mas por causa da sua natureza, não é uma boa ideia de se assistir quando estiver pra baixo ou muito deprimido...


Disponibilidade, no Brasil foi lançado pra Streaming e legendado em português na Crunchyroll e no Netflix; chegou a ser lançado em Home vídeo internacional, mas se esgotou bem rápido e a Sentai não fez novas tiragens, então só se tem duas opções! Ou se vê por Streaming ou compra pelo preço absurdo que cobram num disco em estado de novo.

Adeus operação! O que importa é salvar coisas fofas!
Uma turma e um colégio nada normal...

Trailer

Links Uteis Angel Beat! site oficial (em Japonês) Angel Beats! no Wikipédia (em Português)

Angel Beats! no My Anime List (em inglês)

©2019 por brasilanimecafe. Orgulhosamente criado com Wix.com